Tel. 57.3102536047
dr. gonzalo e. díaz m.   
Ecografia em Cor - Telemedicina 

Pesquisa: poluição

 
     

 

síganos

Próstata
Biopsia de próstata
Câncer de próstata
Hipertrofia prostática
Próstata 
Prostatite
Prostatectomia
Antígeno prostático
Risco de câncer de próstata
Sangue no sêmen 
Impotência
C.M.P.-Próstata
Diagnóstico do Câncer
18 Razões pelas quais é imperioso evitar a biópsia de Próstata
Ecografia de Próstata

Importante

Esterilidade
Esterilidade feminina
Esterilidade masculina

Revisão Médica Premium
Doenças da mulher

Ecografia
Ecografias
Imagens
Ecografia em Cor

 
Infertilidad
Infertilidad
Cómo solucionar la infertilidad
Evite la laparoscopia
Endometriosis e infertilidad
Infertilidad masculina
Infertilidad y Varicocele
Infertilidad femenina
Infertilidad: Diagnóstico
Fertilización in Vitro
Inseminación artificial
Como saber si sufre o sufrirá infertilidad
ICSI
Chequeo Médico Preembarazo (Syscan)
C.M.E. Preparto

 

Otros temas
Chequeos Médicos Ejecutivos
Obesidad
Cáncer de seno
Biopsia de Seno
Ecografía Ginecológica en color
El Colon
C.M.P. Abdomen-Colon
Enfermedades de la mujer
C.M.P. Mujer
Imágenes ecográficas
Ecografía
Ecografía definición
Ecografías
en Portugués
telemedicina
boletín Salud
ley 100
ultrasonido
actualidades
en Español
English
servicios

Pesquisa: poluição

 

Câncer de Próstáta

 

 

  • O câncer de próstáta é um dos tumores malignos mais frequentes

  • Aparece geralmente depois dos 40 anos. Dos 50 anos em adiante 1 de cada 10 pacientes provavelmente desenvolverá câncer de próstáta e 3 de cada 100 poderiam morrer por dita causa.

  • O diagnóstico oportuno aumenta as possibilidades de cura

  • O tato rectal não permite suspeitar câncer de próstata até que cresceu o suficiente para deformar a próstata. Quanto maior, maior probabilidade de extensão. O tato rectal não permite avaliar a parte anterior da próstata, nem o resíduo postmiccional, nem a presença de hidronefrosis , nem vesiculitis seminal, nem nefritis, nem ectasia ureteral, nem outra patologia originada pelo aumento de tamanho da próstata

  • O PSA (APE ou Antígeno prostático específico) não serve para diagnosticar câncer de próstata pois também aumenta na hipertrofia prostática benigna, a prostatitis, cistitis, vesiculitis seminal, tato rectal e a atividade sexual.  O PSA ou Antígeno prostático específico (APE) revela um número  pouco fiável (p. Ej. PSA = 4.2), enquanto a Ecografia Prostática transrectal com Urosonografía C.A.D. em Cor mostra imagems como está. O antígeno prostático deve praticar-se em jejuas abster-se de relações sexuais, evitar o tato rectal e a ecografia transrectal uma semana antes da prova.

  • O crescimento do câncer de próstata é usualmente muito lento e se demonstrou que o tratamento cirúrgico ou por irradiação, pode não melhorar a qualidade de vida, nem alongá-la, exceto quando o crescimento do câncer é muito rápido. A Ecografia Prostática transrectal com Urosonografía C.A.D. em Cor associada ao antígeno prostático específico permitem uma adequada valoração da evolução do câncer de próstata mediante a determinação do PSADI, que é um novo índice obtido a partir do PSA e dos dados ecográficos da próstata

  • A biopsia prostática é muito dolorosa e pode complicar-se com hemorragia, infecção, especialmente septicemia e disseminação tumoral. ademais o reutilizar agulhas e outros aditamentos aumenta a possibilidade de transmissão de infecções entre elas o AIDS

  • A Ecografia Prostática transrectal com Urosonografía C.A.D. em Cor costuma evitar a biopsia e seus perigos. Demonstra patologia prostática benigna, PSADI, probabilidade de câncer, gráficas diagnósticas, peso e volume prostáticos, tamanho do tumor, extensão vizinha, resíduo postmiccional, patologia das vesículas seminales e eventualmente tumores rectales e vesicales.

Prostatitis

Doença frequente que consiste na inflamação da próstata usualmente por infecção. Pode complicar estruturas vizinhas e afetar os rins e as vesículas seminales. Diagnostica-se, ao igual que a vesiculitis seminal mediante Ecografia Prostática transrectal com Urosonografía C.A.D. em Cor. O cultivo de líquido prostático determina o germe causador, no entanto jamais deve fazer-se massagem prostático sem ecografia prévia, pois podem disseminar-se tumores e infecções. O tratamento é usualmente com antibióticos e antiinflamatorios. Não tratada oportunamente pode produzir esterilidade e problemas urinários.

Hipertrofia prostática benigna

É uma das doenças mais frequentes no homem. Consiste no aumento anormal do tamanho da próstata. Costuma dificultar a evacuação de urina e produzir retenção urinária.

A pressão produzida na bexiga pela urina retida exerce também pressão retrógrada para os rins, dilatando-os e originando hidronefrosis. Esta mesma pressão desloca bactérias desde a bexiga para os rins, causando nefritis. Pode afetar a função renal.

Por isso o tratamento oportuno da hipertrofia prostática é essencial para manter a função renal. O tratamento não é necessariamente cirúrgico. Deve valorizar-se o estado do a próstata e dos rins cuidadosamente antes de decidir um tratamento adequado.

Na próstata se apresentam outras doenças como quistos, abcessos, hematomas e cálculos. Diagnosticam-se unicamente mediante ecografia e seu tratamento depende da causa original. A melhor forma de detectar doenças prostáticas é a Ecografia Prostática transrectal com Urosonografía C.A.D. em Cor

O tato rectal é insuficiente pois unicamente pode valorizar o aspecto posterior da próstata. O PSA só serve para avaliar a evolução do câncer uma vez que este foi diagnosticado.

 

Mais informações e consulta médica gratuita